?

Log in

Previous 10

5th Nov, 2010

Writer's Block: So much for counting sheep

What do you like to do when you can't get to sleep?

I read.

10th Oct, 2010

(no subject)










 "Acho igualmente nobre, perverso e fútil tanto aquele que sai para comprar cigarros e não volta mais, quanto quem se agarra a um amor morto, mas ainda morno.
Penso que o não gostar é tão insondável quanto o gostar -- só que dói menos. Se o amor fosse sempre intenso e fácil, sequer existiria. Se desse no mesmo fazer sexo com qualquer pessoa, acabaríamos não fazendo sexo com ninguém. Porque o amor é essa busca do raro,
do que está além. Sexo ou amor, não os distingo: cada um faz sexo com o amor que tem, não pelo outro, mas dentro de si.
"




--
Tags:

2nd Aug, 2010

(no subject)

 




"Queres ser médico, meu filho? Essa aspiração é digna de uma alma generosa, de um espírito ávido pela ciência. Mas, pensaste no que se transformará sua vida? [...] Pensa bem enquanto há tempo. Mas se, indiferente à fortuna, aos prazeres, à ingratidão; e sabendo que te verás, muitas vezes, só entre feras humanas, ainda tens a alma estóica o bastante para encontrar satisfação no dever cumprido, se te julgas suficientemente recompensado com a felicidade de uma mãe que acaba de dar a luz, com um rosto que sorri porque a dor passou, com a paz de um moribundo que acompanhastes até o final; se anseias conhecer o homem e penetrar na trágica grandeza de seu destino, então torna-te médico, meu filho."
Tags:

12th Jul, 2010

Disritmia


Eu quero me esconder de baixo
Dessa sua saia
Pra fugir do mundo
Pretendo também me embrenhar
No emaranhado
Desses seus cabelos,
Preciso transfundir seu sangue
Pro meu coração
Que é tão vagabundo,
Me deixe te trazer um dengo
Pra num cafuné
Fazer os meus apelos,
Eu quero ser exorcizado
Pela água benta
Desse olhar infindo
Que bom ser fotografado
Mas pelas retinas
Desses olhos lindos
Me deixe hipnotizado
Pra acabar de vez
Com essa disritmia
Vem logo vem curar seu nego
Que chegou de porre
Lá da boemia

 

Tags:

4th Jul, 2010

Litígios


"Não estranhes, no ideal a que te entregues, a presença do opositor, o desafio para litígios. Não se encontram esses companheiros lutando pela causa que dizem defender, antes laboram estimulados pela inveja, pelo despeito, pelo amor próprio ferido.
Sentindo-se inferiorizados, exaltam-se, exibindo e esgrimindo as armas da arrogância, da crueldade, anelando pelo sofrimento, pela ruína, pela queda do outro, daquele a quem elegeu para derrotar.
De forma alguma, dê-lhes espaço nos teus sentimentos. Quem se dispõe a uma tarefa de enobrecimento, equipa-se de coragem para arrostar as conseqüência da decisão e da ação. Ignora, portanto, aqueles que se te fazem crucificadores, mesmo quando disfarçados de benfeitores, de defensores da verdade - a verdade deles...
Silencia e prossegue. Retifica o que se te apresente equivocado, dúbio, incorreto e faze o melhor ao teu alcance."

Joanna de Ângelis



 

Tags:

20th Dec, 2009

Exercício

Engana-se aquele que pensa

Que amar basta, por si,

Para qualquer ofício

 

Amar e só não faz milagre

Não gera lucro

Nem benefício

 

Amar é medir palavras

Evitar promessas

Sem rebuliço

 

Amar é servir ao outro

É doar-se inteiro
E sorrir com isso


Tags:

16th Dec, 2009

A verdade dividida

A porta da verdade estava aberta
mas só deixava passar
meia pessoa de cada vez.

Assim não era possível atingir toda a verdade,
porque a meia pessoa que entrava
só conseguia o perfil de meia verdade.
E sua segunda metade
voltava igualmente com meio perfil.
E os meios perfis não coincidiam.

Arrebentaram a porta. Derrubaram a porta.
Chegaram ao lugar luminoso
onde a verdade esplendia os seus fogos.
Era dividida em duas metades
diferentes uma da outra.

Chegou-se a discutir qual a metade mais bela.
Nenhuma das duas era perfeitamente bela.
E era preciso optar. Cada um optou
conforme seu capricho, sua ilusão, sua miopia.


                                            Carlos Drummond de Andrade
Tags:

24th Oct, 2009

egosum







"Que mais quisera, implacável, esse meu pobre coração insaciável? A beleza, talvez, se fosse um exercício livre, inocente, aberto. Impossível?

Também e principalmente quisera a glória - como o oxim. A glória de ficar depois de mim, por muito tempo, cavalgando na memória dos netos do filho que nunca tive. Permanecer. Mas como? Não sei. O que sei é da minha inveja enorme das vidas na morte dos meus dois amigos amados e apagados: Ernesto e Salvador.

Ai vida que esvai distraída, entre os dedos da hora, tirando da mão até a memória do tato dos meus idos. Só persistimos, se tanto, na usura da memória alheia, à véspera do longo esquecimento."

Isaías-Avá
Maíra; Darcy Ribeiro
Tags:

15th Sep, 2009

muito pouco


chega!
não me condene pelo seu penar
pesos e medidas não servem
pra ninguém poder nos comparar
por que
eu não pertenço ao mesmo lugar
em que você se afunda tão raso
não dá nem pra tentar te salvar

...veja
a qualidade está inferior
e não é a quantidade que faz
a estrutura de um grande amor
simplesmente seja
o que você julgar ser o melhor
mas lembre-se que tudo o que começa com muito
pode acabar muito pior

6th Sep, 2009

(no subject)


Where do we go to draw the line
I've gotta' say I've wasted all your time, honey honey
Where do I go to fall from grace
God put a smile upon your face, yeah

Now when you work it out I'm worse than you
Yeah when you work it out I want it too
Now when you work out where to draw the line
Your guess is as good as mine

Previous 10